terça-feira, 2 de setembro de 2014

Crianças inglesas terão aulas de programação



Escolas inglesas ganharam nessa segunda-feira uma nova matéria no currículo básico: programação. Crianças a partir de cinco anos dos 160 mil colégios primários do país aprenderão a escrever códigos, entender o que são algoritmos e criar programas simples de computador.
A mudança faz parte de um novo currículo que, segundo a BBC, prioriza habilidades como "redação de teses, resolução de problemas, modelagem matemática e programação". Para Gordon Brown, primeiro-ministro da Inglaterra, o novo módulo de ensino, voltado a estudantes de até 14 anos, é "rigoroso, envolvente e difícil".
Além das aulas de programação, os alunos aprenderão tecnologia e design com aulas sobre inovação e segmentos como impressão 3D e robótica.
No Brasil, iniciativas do gênero ainda engatinham. Desde abril, funciona em São Paulo a SuperGeeks, que se considera a primeira escola de programação voltada para crianças. O Olhar Digital conheceu de perto o projeto:

Disponível: OlharDigital

0 comentários:

Postar um comentário