quarta-feira, 23 de julho de 2014

Análise: novo recurso do Facebook é a solução para o excesso de posts

Na última segunda-feira, 21, o Facebook disponibilizou um recurso chamado Save que permite salvar o que foi postado no site para se ver mais tarde. Era uma solução óbvia e demorou a aparecer, mas agora que está aí pode dar um novo fôlego à rede social.
Há muito conteúdo circulando pelo Facebook, tanto que a empresa se dá o direito de escolher o que é mais relevante para o usuário e só mostra o que entende ser pertinente. Mesmo com a filtragem, ainda é impossível acompanhar tudo o que os contatos postam durante o dia todo, então muita gente guarda os links para depois.
Uma ferramenta muito boa para isso é o Pocket, que tem integração com Twitter, aplicativos para vários tipos de aparelho e plugins para mais de um navegador, servindo como um facilitador na hora de guardar conteúdo da internet toda. Só que ele não trabalha muito bem com os aplicativos do Facebook: é preciso copiar o link desejado, sair do app e abrir o Pocket, salvando-o por lá. Essa lacuna foi preenchida pelo Save.
A novidade funciona como prometido: basta acionar a seta de opções que fica no canto direito superior do post e salvar, então o conteúdo é guardado em uma pasta que pode ser encontrada na barra lateral da esquerda.
Links, lugares, músicas, livros, filmes, programas televisivos e eventos podem ser armazenados na pasta, então o Save é quase completo. Falta, entretanto, a possibilidade de copiar links postados com imagens, algo que grande parte dos veículos - inclusive o Olhar Digital - costuma fazer para chamar atenção no feed de notícias. Se um amigo postar várias coisas e, entre elas, houver um link, você não conseguirá enviá-lo para o Save.
Imagino que com o tempo o Facebook incrementará o recurso, tornando-o melhor e mais abrangente. Seria a solução para quem se desespera quando perde algo pela rede social e, de quebra, ainda pode significar uma dor de cabeça para o pessoal do Pocket, no futuro.

Postado por: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/43194/43194

0 comentários:

Postar um comentário